Últimas Notícias

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Entrevista: Lary – nova aposta da equipe que lançou Lexa e Anitta – fala sobre expectativa para show na festa POPline 10 Anos

gatti_lari2698-copy
Os soteropolitanos vão ter a chance de assistir, em primeira mão, à nova aposta da equipe que lançou Anitta, Naldo Benny e Lexa no mercado. Seu nome é Lary. Nova representante do funk pop, a
cantora fará um pocket show na festa POPline 10 Anos, marcada para sexta (25), na San Sebastian. Ela vai animar a noite, juntamente com os DJs Ober, Salles e Cassio. Será o primeiro show da artista, que já lançou seu primeiro single: “Match”. Vale a pena ficar de olho!
Lary está preparando seu EP para o início de 2017, com o produtor Batutinha – nome por trás de hits de Anitta, Ludmilla, Valesca, Lexa, entre outros nomes do segmento. Confira a primeira amostra dessa colaboração:
Você vai ser a estrela da festa POPline 10 Anos em Salvador. O que o público pode esperar?
Eu estou muito animada para esse show! Vou cantar minha música, “Match”, e covers que vão desde Nego do Borel até Ana Carolina repaginada. Tem muito funk, tem minhas principais referências, tem Anitta, Ludmilla, Valesca, de tudo um pouquinho.
Já conhece Salvador?
Conheço! Inclusive estava falando isso ontem com minha assessora: se eu não tivesse nascido no Rio, era em Salvador que eu queria ter nascido. Gosto muito da cidade. Passei o último Carnaval lá, inclusive, e foi um máximo.
Já cantou lá?
Não, nunca cantei em Salvador. É a primeira vez. Na verdade, esse vai ser meu primeiro show oficial. Primeiro show aberto. Estar começando em Salvador, ainda mais na festa do POPline, é uma honra e uma alegria.
gatti_lari2838-copy
Como você sabe, o POPline está comemorando dez anos. Como é sua relação com o site?
Desde que me interessei pela música, acompanho o POPline. Até porque gosto muito do conteúdo. Estão sempre muito atualizados de tudo que acontece no mundo, não só no Brasil. Nem tenho noção de há quanto tempo acompanho.
A gente deu a estreia do lyric video de “Match”. Como foi a repercussão?
Nossa! Eu achoo que foi o que teve a melhor repercussão. O POPline ter postado foi o que mais desencadeou visualizações no vídeo. Meu número de seguidores aumentou por conta disso, ganhei vários fã-clubes depois da matéria no POPline.
Essa música é seu primeiro single. Ela vai ter clipe? O povo gosta de clipe!
Sim, a gente vai gravar na quinta-feira, no dia anterior ao show. A gente teve várias ideias, vários roteiros possíveis, e chegou a cogitar uma gravação fora do país, com uma megaprodução. Eu gosto muito dessa ideia, mas, como é o primeiro single, eu quis fazer mostrando mais minha verdade. O clipe vai ser gravado em Niterói, que é a minha cidade. Vai ser na casa onde cresci, com participação de amigos, e vai ter uma coisa muito de cores, de festa. Vai mostrar muito a minha verdade. Eu escolhi ser aqui nesse primeiro momento, para me dar uma segurança e ser o que me representa.
Você está começando a carreira, com a mesma equipe que lançou a Anitta e a Lexa no mercado. Como vem sendo o trabalho?
Eu acho que eles fazem um trabalho muito bom. Eles têm um planejamento muito bom. Para mim, está sendo ótimo.
Você cita Beyoncé e Jennifer Lopez como referências. De que maneira elas influenciam seu trabalho?
Tenho a Jennifer Lopez como influência por ser latina, pelo estilo musical dela. E a Beyoncé é pelo conjunto da obra: a presença de palco, a forma de dançar, a voz, a afinação, a carreira que construiu.
Para te conhecer melhor, conta pra gente como começou sua história na música.
Eu comecei cantando em karaokê com a minha mãe. Ela sempre gostou muito, sempre cantou, então acho que puxei dela essa veia artística, que ela nunca seguiu. Fazendo participações em shows pequenos de amigos, na minha cidade, em Niterói, eu comecei a tomar gosto por palco, por música. Na verdade, sou formada em Engenharia de Produção, mas desde o meio da faculdade já estava decidida que ela era um plano B. Eu quis levar a música a sério, como primeira opção, e aí comecei minha carreira. Gravei meu primeiro EP em São Paulo no Midas Music, com o Rick Bonadio. Só que foi um EP bem mais romântico, uma pegada bem diferente. Eu acabei mudando meu estilo, resolvi dar uma repaginada, e aí gravei um segundo EP de forma independente, com meu atual diretor musical. Com esse EP, cheguei ao meu escritório, e agora estamos gravando um novo EP.
Você então chegou primeiro à K2L e eles te colocaram para trabalhar com o produtor Batutinha?
Sim, sim! Exatamente. Está sendo incrível. A gente está com várias músicas em produção, e algumas prontas. O EP sai em breve. A gente já está gravando o clipe de “Match” pensando em qual vai ser o próximo single. Tem algumas boas opções e, graças a Deus, a gente está na dúvida, o que é um bom sinal. Até o final desse ano, acho que tem surpresas.
Ah, é? Final do ano está logo ali, hein!
Pois é! No início do ano, tem o EP com certeza. Se bobear, a gente ainda lança mais um single até o fim do ano.
No show, além de “Match”, você vai cantar alguma outra sua?
Canto “Match” e “Salto 15”, que é da nova leva. É uma música que teve uma resposta bem positiva no ensaio aberto que fiz para os fãs e uns amigos. A galera gostou bastante, então a gente decidiu manter no repertório.
Qual seu maior sonho como cantora?
Meu maior sonho é construir uma carreira sólida, para eu poder viver disso que eu mais amo. Sempre seguindo o bem, meus valores. Nunca ultrapassando nada do que eu penso, e podendo fazer o bem através do meu trabalho.
Para terminar, mande um recadinho para os leitores de Salvador.
Estou muito feliz de começar minha agenda de shows em Salvador, que é uma cidade que eu amo muito! Espero que a galera curta muito meu show, porque estou preparando com muito carinho!

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...