Últimas Notícias

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

“Joanne” recebe crítica negativa e Lady Gaga rebate no Twitter

lady-gaga-joanne-deluxe[1]
Divulgando o álbum “Joanne”, Lady Gaga está marcando presença no Twitter, e prestando atenção a tudo que falam sobre ela. O jornalista Jon Caramanica, do New York Times, deu nota 40 (de 100)
para o disco e disse que parece que ela estava atirando para todos os lados em busca de inspiração. No Twitter, ela rebateu: “o quão longe QUALQUER UM tem que pescar por inspiração e escrever uma música sobre o assassinato trágico de Trayvon Martin como eu fiz com ‘Angel Down’?”.

Por enquanto, essa foi a nota mais baixa recebida por “Joanne”, que só chega às lojas na sexta (21/10). O Telegraph deu nota 80, o The Independent deu nota 60, e a Vanity Fair disse que o álbum “marca o fim da era ‘popstar boba’ de Lady Gaga”.
Já The New York Times escreveu que “Joanne” não é desafiador ou radical, como outros momentos da carreira de Gaga. “Enquanto Joanne é fundamental, nada sobre ele é natural. Ao invés, é confuso, cheio de canções que parecem conceitos em busca de um lar, pequenas peças teatrais extraídas de alguma outra produção imaginária. É ingênuo em seu uso de música de raiz e rock como explicação de algo verdadeiro — como se o excesso de anos passados não tenha sido, de certa forma, a sua própria forma de sinceridade”, diz o texto, “e o que é mais frustrante, o álbum é intenso em partes, e nem tão intenso em outras, as letras que começam sem originalidade e sem brilho. Perfect Illusion, o caótico single de estreia, é uma mistura de gritos — ela cantando inconsciente, e não é ruim, mas o resultado soa como uma demo aonde você consegue ouvir as partes que não foram editadas. A-YO, com seus sons exuberantes de trompa, palmas e violão, soa como uma paródia da Britney Spears ou como uma canção tirada de um daqueles musicais ao vivo que tem dominado a televisão desde o fim de Glee”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...